Seu filho 5-11 anos

15 dicas para alimentá-lo bem


Misture algum senso comum e alguns conselhos sábios, polvilhe uma nuvem de equilíbrio e você obterá a receita para bons hábitos alimentares.

1. A TV ... não na mesa

  • Ao distrair seu filho, a TV impede que ele fique atento aos sinais que seu corpo envia quando ele estiver satisfeito. Ele come mais sem perceber e, em geral, alimentos com alta densidade calórica: salgadinhos, chocolate ... Mesmo aqueles cuja telinha gosta de ecoar por todos esses anúncios destinados a atrair jovens consumidores telepáticos. Cabe a você fazer o trabalho e montar uma mesa atraente!
  • Conselho +: as informações transmitidas na hora do jantar costumam ser "violentas" para uma criança. Para poupar sua sensibilidade, desligue o aparelho quando comer com sua família.

2. Diversifique, ganhou

  • O que você diria se lhe fosse oferecido apenas presunto e purê de batatas no almoço e jantar? Eca! Sim, a diversidade continua sendo a chave para uma dieta equilibrada. Em pleno crescimento, seu filho deve comer variado. É importante para a saúde, mas também para se tornar uma pessoa curiosa e de mente aberta, até um gourmet.
  • Aa cada refeição, ofereça a ele uma entrada (vegetais crus ou vegetais cozidos em salada), alimentos ricos em amido com vegetais, proteínas (ovo, carne ou peixe), laticínios, frutas (ou compota, salada, suco) e pão. Nos dias úteis, pergunte a ele o que ele comeu na cantina e ofereça um jantar diferente.
  • Conselho +: o saldo alimentar é superior a uma semana e não a um dia. Portanto, não entre em pânico se, por um dia ou dois, suas refeições não forem estruturadas. Seu filho ainda tem cinco a seis dias para recuperar o atraso!

    1 2 3 4 5 6