Notícia

Alemanha: uma lei permite que as crianças gritem!


Após muitas reclamações sobre creches ou escolas, nos últimos anos, uma nova lei alemã agora considera que o choro de crianças não faz mais parte do "incômodo causado pelo barulho". Um conflito entre gerações, revelando uma demografia que está ficando sem vapor, com apenas 1,4 filhos por mulher. (Notícias de 06/09/11)

  • Crianças alemãs barulhentas demais? Aos olhos da lei que foi aprovada no final de maio, esses não são mais "incômodo com ruídos" e agora é impossível registrar uma queixa contra um berçário porque eles fazem muito barulho.
  • O novo texto afirma claramente que as crianças têm o direito de fazer barulho porque é essencial para o seu desenvolvimento e bem-estar. Uma lufada de ar fresco nas casas das crianças ... e nos pais!

Uma barreira sonora em Hamburgo

  • Antes desta lei, os berçários foram forçados a fechar ou mover-se depois que os vizinhos, zangados com os gritos das crianças, reclamaram no vácuo legal. Em Hamburgo, por exemplo, um estabelecimento foi forçado a erguer uma barreira sonora e, perto de Stuttgart, um proprietário reclamou da depreciação do valor de sua propriedade após a abertura de um viveiro no térreo. - elevado de seu prédio.
  • Intolerância o que pode surpreender na França, mas que é indicativo da diferença entre gerações na Alemanha. Com apenas 1,4 filho por mulher, a Alemanha tem uma das menores taxas de fertilidade. Em 2010, os maiores de 60 anos representavam 26% da população, aqueles com menos de 20 anos, apenas 18%.

Stéphanie Letellier